NOTÍCIAS

16/09/2016 - 17h10 - Atualizado em 16/09/2016 - 17h15

Montagner morreu por asfixia mecânica por afogamento, diz IML

O diretor do Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, José Aparecido Cardoso, informou por volta das 3h da madrugada desta sexta-feira (16) que o resultado da necropsia feita no corpo de Domingos Montagner apontou que o ator morreu por afogamento. “Nós encontramos algumas lesões superficiais, e a causa da morte foi constatada por afogamento”, afirmou.
O corpo do ator, que interpretava Santo em "Velho Chico", novela da TV Globo, foi encontrado nesta quinta-feira (15), a 18 metros de profundidade e a 320 metros da prainha de Canindé do Rio São Francisco, onde ele foi visto pela última vez. Montagner morreu após ser arrastado por uma correnteza.
Segundo o diretor do IML, será emitida uma declaração de óbito atestando asfixia mecânica por afogamento.
Por volta das 8h40, o corpo do ator foi liberado e encaminhado para uma funerária, para ser preparado para o transporte aéreo. O IML aguardava alguém da família ou algum responsável para fazer a liberação. Por regra, só poderia fazer esse procedimento alguém com grau de parentesco de pai, mãe, filho, esposa e irmão, ou ainda uma pessoa com procuração assinada por alguns desses parentes.
Ainda não há confirmação oficial se o corpo será levado para o estado de São Paulo, onde Montagner vivia com a família.
Como foi o acidente
O ator gravou cenas da novela na parte da manhã desta quinta. Após o término da gravação, o ator almoçou e, em seguida, foi tomar um banho de rio. Durante o mergulho, não voltou à superfície. Camila Pitanga, que estava no local, avisou à produção, que iniciou imediatamente a procura pelo ator.
A atriz descreveu o acidente para a polícia. Segundo ela, os dois foram até uma pedra e mergulharam no rio. Depois, ela notou que havia muita correnteza e avisou Domingos. Eles nadaram de volta para a pedra, Camila chegou primeiro e tentou duas vezes segurar na mão do ator. Mas a correnteza o arrastou.
mar
Moradores acompanharam as buscas feitas no Rio São Francisco (Foto: Dênison Paiva)
mar
Equipes de buscas no rio São Francisco para localizar Montagner (Foto: Helcio Eduardo Lima Gomes)
Buscas
Helicópteros do Grupamento Tático Aéreo, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e pescadores ajudaram nas buscas.
Por volta das 20h40 desta quinta-feira, o corpo de Domingos estava dentro de um barco na margem do rio – uma equipe do IML saiu de Aracaju rumo a Canindé de São Francisco.
Local perigoso
O trecho do rio onde o ator Domingos Montagner mergulhou, na divisa entre Sergipe e Alagoas, é considerado um dos mais perigosos, segundo o delegado Antônio Francisco Filho.
Local perigoso
O trecho do rio onde o ator Domingos Montagner mergulhou, na divisa entre Sergipe e Alagoas, é considerado um dos mais perigosos, segundo o delegado Antônio Francisco Filho.
“Eles acharam que o local escolhido era o mais seguro, mas na verdade era um dos mais perigosos para o banho. Esta é uma parte do rio em Canindé que não é comum ser utilizada pelos banhistas”, disse.
tamanho livrePerfil do ator
Domingos Montagner começou sua carreira artística trabalhando no teatro e em circos. Ele atuou em treze programas de TV, entre séries e novelas, além de nove filmes.
Entre os papéis de destaque estão o Capitão Herculano Araújo de "Cordel Encatado" (2011) e o presidente Paulo Ventura de "O brado retumbante" (2012), seu primeiro protagonista.
O ator também chamou atenção como o Zyah de "Salve Jorge" (2012) e o João Miguel de "Sete Vidas (2015).
Montagner contou, em seu site oficial, que iniciou sua carreira no teatro, através do curso de interpretação de Myriam Muniz, e no Circo Escola Picadeiro.
Em 1997, formou o Grupo La Mínima, com Fernando Sampaio. A Noite dos Palhaços Mudos, de 2008, lhe rendeu o Prêmio Shell de Melhor Ator. Em 2003, criou o Circo Zanni, do qual foi diretor artístico.
O primeiro papel na TV foi no seriado "Mothern" (2006), do GNT, canal da TV por assinatura. A estreia na Globo foi também em seriados: "Força Tarefa", "A Cura" e "Divã". A primeira novela, "Cordel Encantado", foi em 2011. No ano seguinte, estreou no cinema, com uma participação no longa "Gonzaga - de Pai Pra Filho", de Breno Silveira.
Em entrevista a Ana Maria Braga no "Mais Você", exibida pela TV Globo no último dia 7 de setembro, Domingos falou sobre as cenas gravadas no rio São Francisco. "Quando você chega no primeiro dia de gravação e dá um mergulho, está batizado para o resto da vida. O sertão é um lugar incrível e precisa ser conhecido", disse Montagner.
domingos artes
  1. deixar meu comentário

publicidade anuncie i

siga o nosso twitter

curta nossa fan page

enquete

Que estilo de música mais te agrada?

- todos os direitos reservados © 2013